Você está aqui: Home

Deputado eleito, Janilson Lopes promete atenção à saúde no interior Destaque

Escrito por  Publicado em Saúde Segunda, 01 Dezembro 2014 17:11
Janilson ajudou a desenvolver importante trabalho de apoio no Haiti /FT-Cedida Janilson ajudou a desenvolver importante trabalho de apoio no Haiti /FT-Cedida

O médico infectologista Janilson Lopes Leite foi um dos escolhidos pelo povo na eleição de outubro deste ano para assumir vaga de deputado estadual pelo PC do B a partir de fevereiro de 2015. Disposto a mudar sua rotina de trabalho com o desafio do legislativo, ele faz questão de garantir que cumprirá tudo o que prometeu durante a campanha, no sentido de dar atenção especial à área da saúde, tanto em benefício do trabalhador quanto dos pacientes.

 

As andanças pelo interior do Estado, colônias, seringais e aldeias indígenas colocou o novo parlamentar em contato com as mais diversas comunidades, cuja rotina de vida ele já conhece, uma vez que é filho de agricultores e tem sua origem no meio das populações mais simples. Janilson Lopes Leite nasceu no seringal Mucuripe, na zona rural de Tarauacá, de onde saiu aos oito anos para estudar.

 

Desde muito cedo começou sua vida social através da organização de grupos de jovens da igreja católica. Aos 15 anos foi para um colégio interno de São Paulo. Lá ele cursou o ensino médio e se formou e Técnica de Agropecuária. De volta a Tarauacá, Janilson desenvolveu intenso trabalho através da Secretaria de Produção, voltado para as comunidades ribeirinhas e indígenas.

 

Enquanto o rapaz estudava e trabalhava na zona urbana, os pais continuavam residindo na área de Tarauacá. Nesse período Janilson também se tornou referência entre os tarauacaenses como organizador do movimento cultural. Em 2003 ganhou uma bolsa para cursar Medicina, terminando ao final de 2009. No início de 2010 foi convidado para atuar como voluntário no Haiti, por ocasião do terremoto que devastou aquele país. Na época Janilson ajudou a desenvolver importante trabalho de apoio humanitário no local.

 

De volta ao Brasil, revalidou seu diploma na primeira prova que fez, e, em 2011, passou a cursar Infectologia, uma especialidade voltada eminentemente para as comunidades carentes. Em 2014 recebeu o convite para ser candidato a deputado estadual pelo PC do B, sendo vitorioso graças à simpatia ganha no meio da população e em função de ter uma vida voltada para a solidariedade.

 

Seu único patrimônio material é um carro e um aparelho portátil de ultrassom. Janilson Lopes Leite é casado com Gláucia de Oliveira Hage (clinica geral) e tem dois filhos. Em entrevista ao Jornal Página 20, o médico e agora deputado estadual fala dos planos de trabalho para o próximo ano e de sua predileção pelas comunidades carentes do interior do Estado, também garantindo que não faltará atenção à população da capital.

 

Janilson Lopes é reconhecido como médico que se dedica à saúde das comunidades do interior – Foto: CedidaJanilson Lopes é reconhecido como médico que se dedica à saúde das comunidades do interior – Foto: Cedida

 

O senhor está preparado para o desafio do legislativo?

 

Eu, na condição de profissional da saúde, médico, acostumei, no decorrer da minha vida, fazer o meu trabalho dentro dos hospitais, que é salvar vidas. Vou agora enfrentar o desafio de uma responsabilidade mais ampla, em um sentido de atuação. Vou poder correr atrás de condições para que aquele trabalho que a gente realizava nas comunidades possa ocorrer de forma mais ampla, mais coletiva”.

 

A população então contará com mais defesas pela melhoria da saúde?

 

Esse mandato que nós conquistamos com muito esforço, dedicação e esperança, terá o olhar especial de fazer com que as pessoas se sintam mais próximas da saúde no momento em que precisam e fazer com que a saúde esteja mais perto das pessoas. É óbvio que a responsabilidade do parlamentar não é a de executar, mas de facilitar para que as coisas aconteçam nesse sentido. Eu vou estar à disposição e muito empenhado para que a saúde continue melhorando no nosso Estado”.

 

O senhor acha que pode contribuir para melhorar o acesso das comunidades à saúde?

 

Eu quero, por meio do trabalho no parlamento, fazer com que o sistema de saúde chegue aos municípios mais distantes, mais isolados. Durante a campanha eu visitei quase todos os municípios acreanos. A alguns eu me dediquei mais, principalmente aos mais isolados, como o Jordão, onde eu subi e desci os rios. Fui até os pontos mais distantes, onde a partir de então só têm os chamados índios brabos. Aproximei-me muito da realidade e do dia a dia daquelas populações. Visitei os rios Tarauacá e Jordão. Atravessei por terra mais de 45 quilômetros até chegar ao Rio Muru, andando e conversando com as pessoas”.

 

Como será sua relação com Tarauacá, sua terra natal?

 

É o município onde eu nasci, cresci me relacionando com o meu povo, com a juventude. Tenho muita gratidão pela comunidade que vê minha vida como exemplo para muitos jovens, tendo em vista que eu saí de uma família simples daquele município [que ainda é simples] – meu pai mora em uma das localidades mais carentes de lá – e consegui, a duras penas, com muito esforço, dedicação e foco, chegar aonde cheguei como médico, especialista”.

 

O médico a população já conhece, agora, como será o deputado?

 

Não serei apenas um deputado temático. Terei uma relação muito íntima com o povo da saúde, que foi quem ajudou a me eleger. Aproveito o momento para agradecer grandemente aos médicos, enfermeiros, técnicos, maqueiros e todas as pessoas que acreditaram no nosso nome. Pretendo sentar com essas pessoas para ouvir o que elas esperam e acham que podemos fazer, e, nesse sentido, colocar meu mandato à disposição. Mas também quero ser o deputado que olhe para os interesses e as dificuldades que vive toda a população. Repito, não serei um deputado temático”.

 

Além da saúde como será seu olhar para os demais setores

 

Precisamos voltar também o olhar para os problemas mais íntimos do dia a dia da nossa população, o que inclui o saneamento, a educação, a violência e a oportunidade de emprego. São temas do dia a dia que nós precisamos nos debruçar sobre eles. E eu, como deputado, me debruçarei e dedicarei o meu dia a dia para fazer o melhor possível para o povo de Tarauacá, Jordão, Rio Branco e dos demais municípios do Estado, tenham uma representação fiel e diária na Assembléia Legislativa”.

 

Manterá a mesma postura humanitária do médico no parlamento?

 

Garanto que vou me dedicar muito, da mesma forma que sempre me dediquei com a minha vida, como pessoa, como ser humano, como profissional da saúde e como pessoa que se relaciona com a sociedade. Muita gente fala que quando se entra na política se adquire vícios. Eu vou sempre me orientar pelo que me fez chegar aonde cheguei, que é uma postura ética, baseada na verdade, com responsabilidade com as pessoas, respeitando o ser humano e sendo solidário com todos. Essa vai ser a cara do meu mandato. É assim que eu pretendo agir nesses quatro anos”.

 

No seu ponto de vista, o que o parlamentar não deve fazer nunca?

 

Nunca se distanciar das pessoas que o elegeram, do povo que confiou nele. Eu tenho a responsabilidade e o compromisso de continuar perto das comunidades que acreditaram em mim, como o médico que trabalha em um sistema, que recebe muitas críticas, mas que conseguiu dar alguns passos importantes”. 

 

O que o senhor está fazendo nesses meses que antecedem a posse?

 

Depois da eleição eu já estive em alguns municípios e hospitais, visitando, conversando e ouvindo. Estive no Ponto Socorro, na Fundação Hospitalar, no hospital de Tarauacá e no hospital de Sena Madureira. Estou ouvindo os colegas profissionais e os pacientes. Como já disse, quero manter essa proximidade, que eu considero vital para que se possa fazer um trabalho efetivo, pautado na realidade deles”.

 

Por Val Sales

Entre para postar comentários

Acre

    RRC TV

    Contatos

    Endereço: Justiniano de Serpa, n° 84, centro.

    Ricardo Galeria, Box 06

    Cidade: Tarauacá – Acre, CEP: 69970-000

    Telefone: (68) 3462-3015

    E-Mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.